TICO-TICO


A História

 

O nome do tico-tico vem do tupi e deriva do seu canto. É abundante em clima temperado, como nas montanhas do Sudeste, até nos seus cumes mais altos, expostos a ventos fortes e frios; o habitat apropriado do tico-tico aumenta constantemente pelo desmatamento e drenagem, o pássaro torna-se facilmente sinantropo; penetra até nas cidades quando há ajardinamento suficiente. 

Sua presença é notada no México, América Central, maior parte da América do Sul até a Terra do Fogo. Está em todos lugares do Brasil, menos nas densas e úmidas áreas florestais, especialmente na Amazônia. Também é conhecido como de Maria-é-dia e Maria-judia.


Características

 

Entre os traços interessantes do seu comportamento figura a técnica de esgravatar alimento no solo por meio de pequenos pulos.

Para remover a camada superficial de folhas ou terra solta que recubra o alimento, perscrutando o terreno à sua frente pulam, verticalmente, até 4 vezes consecutivas sem alterar a posição das pernas e esgravatando o chão com ambos os pés jogando para trás o material impeditivo.

A tendência de executar  tal movimento é tão forte que mesmo quando come algo sobre uma superfície limpa pula da mesma forma.  Também, costuma atacar revoadas de cupins.

Freqüentemente seu ninho é parasitado pelo Chopim (Molothrus bonariensis), que põe seus ovos para serem incubados e os filhotes criados pela fêmea de Tico-tico. 

Os jovens estabelecem territórios entre o 5º e o 11º mês de vida.

Tamanho: Pode chegar a 15 cm

Cores tipos ou Variedades: Tem cor marrom e mostra três listas pretas longitudinais na cabeça, com nuca cor de ferrugem. O dorso é marrom e preto, listado, e a garganta é branca.

A distribuição das cores é a mesma no macho e na fêmea.

Filhotes que já abandonaram o ninho, mas, ainda são alimentados pela mãe. Quando jovens não possuem as faixas na cabeça, sem a nódoa preta ao lado do pescoço e sem o colar vermelho, possuindo manchinhas negras no peito.

Veja as fotos abaixo:


Tempo de vida natureza e ou cativeiro: Sabe-se que, se bem tratado, em ambiente limpo e alimentação adequada, vive mais em cativeiro do que em liberdade.

Canto: É um dos pássaros mais conhecido e admirado em todo Brasil. Apresenta um canto noturno bem diferente do diurno. Melodia de 4 a 5 assobios claros e bem pronunciados; o fraseado e o timbre do canto variam conforme a população e a região. Os jovens machos começam a cantar com cerca de 6 meses de idade.

Canto noturno e canto de susto: Ao cair a noite emite um canto diferente, forte, caracterizado por prolongamento e acentuação das últimas notas.

O canto noturno causa impressão tão diferente do canto diurno que o leigo no assunto pode tomá-lo por vocalizaçõa de outra espécie de pássaro.

O canto noturno ocorre de dia em situação de extremo susto, sendo produzido uma vez só, com todo o vigor.

Alimentação

 

Especialização considerada como uma evolução recente, com adaptação vantajosa para o consumo de sementes que são, muitas vezes, extremamente amargas. De hábitos rasteiros, aos pulinhos, alimenta-se de sementes e insetos.

Sementes: Nas Agro-pets, existem misturas especiais para Tico-tico; ocasionalmente dê pequenas porções de painço português ou senha.

Rações:  Fornecer diariamente, ração especial para Tico-tico, a base de amendoim, encontrada nas Agro-pets. 

Água: Filtrada, renovada diariamente, em bebedouro limpo, nunca forneça água gelada aos pássaros.

Areia: Facilmente encontrada em lojas especializadas em aves, a areia deve ser limpa, esterilizada, podendo ser fornecida junto com um complexo mineral.

Alimento vivo: Até 20 larvas do "besouro-de-amendoim" por dia, para fêmeas com filhotes.

Farinhadas especiais são recomendadas na época de reprodução.

Sementes: Alpiste, Painço e Senha

Frutas: Laranja Lima


Comportamento


São encontrados solitários, aos pares e em grupos homogêneos. Durante a reprodução vivem estritamente aos casais sendo extremamente fiéis a um território, que o macho defende energicamente contra a aproximação de outros machos de sua espécie.

Quando são perturbados no ninho, as vezes, os adultos tentam atrair o intruso para longe do ninho, correndo no chão e fingindo estarem feridos.

Confinamento


Em gaiolas com 30 cm de comprimento x 35 cm de altura x 25 cm de largura.

Reprodução

 

Reprodução:  Atingem a maturidade sexual aos 10 meses.  Em liberdade, faz seu ninho no chão, tipo uma tigela aberta e rala, feito de capim seco e raízes. A fêmea bota de dois a cinco ovos, que são esverdeados com uma coroa de salpicos avermelhados no pólo obtuso.

Porém, sofrem pesadas perdas de sua própria prole, pois o Chopim, uma ave parasita, retira os ovos do ninho do tico-tico e põe os seus. Quando nascem os filhotes, pode-se ver a fêmea do tico-tico dando comida no bico aos filhotes do Chopim, bem maiores que ela, com a mesma dedicação com que alimenta seus próprios filhos. Em determinadas regiões, a pressão exercida chega a ser tão grande que o tico-tico chega a ser totalmente eliminado.

Identificação: A distribuição das cores é a mesma no macho e na fêmea; possuem cor marrom e mostra três listas pretas longitudinais na cabeça, com nuca cor de ferrugem. O dorso é marrom e preto, listado, e a garganta é branca.
 
Gaiolas & Ninhos:  Gaiolas com 60 cm de comprimento x 35 cm de altura x 25 cm de largura, com divisória para separar a fêmea dos filhotes no momento certo.  O ninho é tipo taça, feito em arame e bucha vegetal, com 6,5 cm de diâmetro e 4,5 cm de profundidade, com forração de fibra de sisal, crina de cavalo e raiz de capim.

Acasalamento: Primavera e verão.

Postura & Nascimento: De 2 a 3 posturas por temporada; de 3 a 5 ovos por postura;  incubação de 13 dias,  podendo separar os filhotes da mãe, dos 35 aos 40 dias de idade.

Alimentação:  Farinhada a base de ovo cozido, flocos de milho pré-cozidos e farelo de soja; até 20 larvas do "besouro-de-amendoim" por dia, para fêmeas com filhotes;  Papa de frutas cristalizadas.

Outras informações relevantes:

Água: Filtrada, renovada diariamente, em bebedouro limpo.
Areia: Limpa, esterilizada, podendo ser fornecida junto com um complexo mineral.

Alimento vivo: Oferecer até 20 larvas do "besouro-de-amendoim" por dia, para fêmeas com filhotes.

Farinhada  I: Para fêmeas em reprodução = mistura de 50% de fubá grosso de milho e 50% de ração de postura para Codorna.

Farinhada  II: Para fêmeas com filhotes e pássaros na época de muda =  mistura a base de ovo cozido, flocos de milho pré-cozidos e farelo de soja.

Papa de frutas cristalizadas :  Encontrada nas Agro-pets

quinta 12 março 2009 19:56



1 Fan

Nenhum comentário TICO-TICO



Seu comentário :

(Opcional)

(Opcional)

error

Importante: comentários racistas, insultas, etc. são proibidos nesse site.Caso um usuário preste queixa, usaremos o seu endereço IP (23.20.112.161) para se identificar     



Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para ariel-passaros

Precisa estar conectado para adicionar ariel-passaros para os seus amigos

 
Criar um blog